nome da imagem
   EFFICIENCY AWARDS
Global Efficiency Awards

Empresas premiadas pela excelência na área da eficiência energética em Portugal

A cerimónia de apresentação do estudo Barómetro da Eficiência Energética Portugal e entrega dos prémios Energy Efficiency Awards decorreu no passado dia 27 de Abril, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

As empresas distinguidas na categoria de “Empresa mais Eficiente” foram Águas do Douro e Paiva, ANA, Carris, EDP, Efacec Energia, Nestlé Portugal, Sonaecom e Sonae Indústria, relativamente a boas práticas de eficiência energética.

Na categoria de “Empresa Eficiente”, foram galardoadas as empresas Accenture, Agere, Bosh Car Multimedia, Bosh Termotecnologia, Brisa, Cisco, Lipor, Novadelta, Pepsi Co., Procalçado, Revigrés, Schneider e Toyota Caetano.

Atribuídos pela primeira vez este ano, os Energy Efficiency Awards constituem uma iniciativa da PremiValor Consulting, com o objectivo de identificar as empresas que mais se destacaram pela excelência na área eficiência energética.

As distinções resultam da análise às respostas ao questionário subjacente ao estudo Barómetro Eficiência Energética – 1ª Edição. A metodologia teve por base um questionário técnico que visou quantificar e valorizar os métodos inovadores e boas práticas de eficiência energética nas empresas, com o intuito de promover a sustentabilidade económica e social.

O estudo aborda e quantifica o desempenho da empresa em várias áreas, com clara interacção entre a actividade da empresa e a energia, desde a estrutura dos seus edifícios até à utilização de energias renováveis, passando pela iluminação, sistemas de climatização, equipamentos, gestão de resíduos e mobilidade. 

Esta primeira edição teve como Universo as 2.500 Maiores Empresas em Portugal. Foram recebidas mais de uma centena de candidaturas. O projecto pretende ser um forte contributo para a distinção das boas práticas empresariais, promovendo a noção de que, através da eficiência energética, se contribui para uma maior produtividade e competitividade da economia nacional.

A ADENE (Agência para a Energia) e a DGEG (Direcção Geral de Energia e Geologia) foram desde logo parceiras institucionais de projecto. A par do apoio destas entidades, este projecto contou ainda com o apoio de um conjunto de empresas, nomeadamente Abreu Advogados, Accenture, EDP, Logica, Pro-CME, ANA, Carris, Galp, Renault, TecnoSPIE, Brisa, Cisco, E.Value, Dalkia, Efacec, Inenco, Portucel Soporcel, Siemens, Acciona, Daikin, Ferroser, Informa DB, ISS, Somague eTDGI.