nome da imagem
   PARCEIROS
Spie

Website: www.daikin.pt
DAIKIN AIRCONDITIONING PORTUGAL S.A.

A Daikin Airconditioning Portugal S.A., enquanto empresa de comercialização de equipamento de climatização está ciente da sua responsabilidade social e ambiental. Identificando-se com os esforços globais de protecção ambiental e, em consonância com a filosofia ambiental do Grupo Daikin, considera sua missão contribuir para o desenvolvimento sustentável, adoptando e promovendo as melhores práticas ambientais e a utilização das melhores tecnologias disponíveis. Incluindo a divulgação de uma melhor Eficiência Energética através dos seus equipamentos e soluções.

Após as considerações anteriores faz todo o sentido a Daikin apoiar e participar em iniciativas como as do Barómetro Energético, principalmente no que diz respeito á identificação do cenário energético nacional, de modo a promover soluções de climatização cada vez mais eficientes, que sem retirar conforto, conduzem á redução do consumo de energia potenciando uma maior sustentabilidade ambiental.

Com o estudo promovido pelo barómetro certamente que será mais fácil identificar as possíveis áreas de intervenção com soluções que irão ao encontro do objectivo comum de racionalizar a energia de uma forma eficientemente eficaz

A utilização sustentável da energia é promovida em todas as actividades comerciais da Daikin, incluindo a fase de produção. A utilização de todos os recursos e consumo energético global são constantemente controlados e todos os funcionários são encorajados a fazer a triagem dos materiais recicláveis dos desperdícios e produtos tóxicos (como por exemplo as pilhas e os tinteiros de impressoras, papel e cartão, etc.) O departamento de produção adoptou ainda uma política de "ZERO Desperdício" e “ZERO emissões” a ser implementada durante a fase de produção.

A Daikin tem sido pioneira em promover o uso de refrigerantes que não danifiquem a camada de ozono, muito antes das legislações vigentes. O refrigerante R-22, que está agora a ser totalmente descontinuado, foi substituído em todos os equipamentos da Daikin pelo R-134a, pelo R- 407C e, mais recentemente, pelo R- 410a ( em 2002 ), existindo agora soluções para a recuperação de equipamentos interiores e interligações mecânicas e eléctricas de modo a substituir o fluido frigorigeneo  com o mínimo impacte para o cliente final sob todos os pontos de vista. Para além disso, todos os produtos Daikin estão continuamente sujeitos a ser alterados, de modo a garantir um melhor desempenho durante os ciclos de arrefecimento e de aquecimento. Vários modelos possuem a classificação “A” no programa de etiquetagem energética da UE, enquanto que outros possuem a classificação “B”. O grande número de modelos de ar condicionado da Daikin ente as classificações de energia mais elevadas resultará, sem dúvida, na redução de vários milhões de toneladas de emissões de CO2 durante os respectivos ciclos de vida.

   OUTROS PARCEIROS DO PROJECTO